Estádio terão até ar-condicionado

Estádio terão até ar-condicionado

Nada chamou mais a atenção na apresentação de Qatar para ser a sede da Copa do Mundo de 2022 do que os estádios que receberão os jogos. A arquitetura moderna, com desenhos inovadores, impressiona. As arenas ainda são apenas projetos, mas, caso se concretizem, seus destinos devem ser outros países após a Copa; é o que Qatar chama de legado internacional.

A apresentação chega a usar a expressão tão popularizada no Brasil: o que Qatar quer evitar é o chamado “elefante branco”. A promessa é que, ao final da Copa do Mundo de 2022, os estádios serão diminuídos e suas partes serão carregadas para países vizinhos, construindo novas arenas.

Outro fator que foi ressaltado para os estádios está no ar-condicionado com nenhuma emissão de carbono na atmosfera. Como o calor é uma preocupação, foi prometido que as futuras arenas terão um moderno sistema de refrigeração, que alcançará torcedores e jogadores, sem prejudicar o meio ambiente.

A evolução do Qatar nos últimos anos foi outro também foi exaltado. Em um vídeo, uma foto de Doha há dez anos foi exibida e comparada com uma atual, cheio de exuberantes edifícios. Infraestrutura, como um novo sistema de metrô, foi usado como fator positivo.

Aeroportos, setor que costuma preocupar a Fifa, foi uma parte da infraestrutura que mereceu atenção na apresentação. Foi feita a promessa de sua modernização, ressaltando que, internamente, o país é pequeno e não há a necessidade de utilizar aviões.

Apesar do seu tamanho físico, o país exibe uma localização privilegiada, segundo os seus dirigentes. No meio do oriente médio, o Qatar consegue ficar a poucas horas de avião da África, da Europa e de países como China e Japão.

“Pelo futebol, pelo Oriente Médio e pelo mundo, o tempo é agora”, finalizou a apresentação do Qatar. A frase foi uma resposta à indagação de Shiekha Mozah, primeira dama do país, sobra qual era o momento da região receber uma Copa do Mundo. A esperança é de que, com o Mundial na região, o mundo árabe possa ter uma profunda mudança de imagem.   


Notícia Copa do Mundo Copa 2022

Número do dia

R$ 151 mi

Faturou o Palmeiras nos quatro primeiros meses deste ano; valor é R$ 39,5 milhões maior em relação a 2016.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1ESPN garante direitos da Premier League por cinco anos
2Análise: Bolt mostra que boa ação de RP não precisa de dinheiro
3Com naming right, G League tem aumento de 4 times na próxima temporada
4CBV detalha projeto de adaptação de Arena da Baixada para Liga Mundial
5Dono do Manchester City negocia compra time na Espanha
6Por governança, entidades formalizam rating do esporte
7 Flamengo troca Nike por Olympikus
8Flamengo atinge metas e tenta rentabilizar redes
9Bumbet oferecerá o troféu de #CraqueDoJogo na Copa do Brasil
10Fifa divulga relatório e aponta desvio de Teixeira