"Esse foi o melhor ano da minha carreira”. Ao receber o quarto prêmio de melhor jogador da Fifa, Cristiano Ronaldo mostrou ter clareza do quanto 2016 pesará em sua vida. Além do desempenho em campo, o último ano consolidou definitivamente o craque português como lenda do esporte, o que reflete em uma marca cada vez mais poderosa do atleta.

Não é por acaso que ele se tornou, em 2016, ainda mais fundamental para seus dois principais parceiros. O Real Madrid renovou o contrato com o português até 2021, com salários de € 23 milhões ao ano, cerca de R$ 78 milhões. A Nike também resolveu renovar o contrato do jogador, e já surgem boatos de que a marca poderá ter um acordo vitalício com Cristiano Ronaldo, assim como já acontece com Ronaldo Nazário e Michael Jordan.

Hoje, o português vai além. O que eram produtos licenciados se transformaram em marcas próprias. Cristiano Ronaldo mantém atualmente cueca, perfume, fone, entre outros. “Eu estou feliz que esses projetos têm crescido mais e mais. Depois do futebol, eu já tenho ideia do que irei fazer. Talvez minha marca continue crescendo em áreas diferentes”, declarou o jogador à ESPN em entrevista realizada no último ano.

Ainda que envolva subjetividade no cálculo, o Instituto Português de Administração e Marketing (IPAM) tentou avaliar o quanto que a marca de Cristiano Ronaldo poderia valer atualmente. O potencial de mercado foi apontado em € 102 milhões, em estudo divulgado na última semana. O levantamento considerou 28 itens, entre presença na mídia, valores sociais e impacto do Real Madrid e da seleção portuguesa.

Não parece tanto, caso seja considerado os vencimentos do jogador. No último ano, segundo a Revista Forbes, Cristiano foi o jogador de futebol mais bem pago do mundo. Foram US$ 79 milhões recebidos, cerca de R$ 250 milhões. Somente de patrocínio, foram US$ 52,2 milhões.

Nas redes sociais, o ano também colocou Cristiano Ronaldo no topo das celebridades. Um estudo da Apple Tree Comunications apontou o jogador como o homem mais seguido do mundo na soma de Facebook, Twitter e Instagram. Apenas a cantora americana Taylor Swift possui mais fãs nas redes do que o melhor jogador do mundo pela Fifa. E um levantamento da Hookit mostrou a importância do fato: o português deu um retorno de US$ 176 milhões aos seus patrocinadores pelas redes sociais.


Notícia Cristiano Ronaldo

Número do dia

R$ 151 mi

Faturou o Palmeiras nos quatro primeiros meses deste ano; valor é R$ 39,5 milhões maior em relação a 2016.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1ESPN garante direitos da Premier League por cinco anos
2Análise: Bolt mostra que boa ação de RP não precisa de dinheiro
3Com naming right, G League tem aumento de 4 times na próxima temporada
4CBV detalha projeto de adaptação de Arena da Baixada para Liga Mundial
5Dono do Manchester City negocia compra time na Espanha
6Por governança, entidades formalizam rating do esporte
7 Flamengo troca Nike por Olympikus
8Flamengo atinge metas e tenta rentabilizar redes
9Bumbet oferecerá o troféu de #CraqueDoJogo na Copa do Brasil
10Fifa divulga relatório e aponta desvio de Teixeira