A Sala 12 Filmes promoverá nesta quarta-feira o lançamento do trailer do filme "Para Todos", documentário que busca retratar o cotidiano dos atletas paralímpicos brasileiros e ajudar a massificar o paradesporto no Brasil às vésperas da Paralimpíada do Rio.

A pré-divulgação do filme, que será lançado em junho, é o primeiro passo do projeto que tenta fazer com que o documentário seja um dos mais vistos na história cinematográfica do país.

 

LEIA MAIS - Paralímpicos ganham programa de qualificação profissional para o pós-carreira

 

Para isso, a produtora fechou um acordo de divulgação do "Para Todos" para levar a escolas públicas o filme, que tem como premissa ser rompedor de pré-conceitos sobre o paradesporto.

"Um documentário costuma ter, em média, um alcance de 4 a 5 mil pessoas no Brasil. Ao desenvolvermos o filme, percebemos que não poderíamos ter um investimento público forte na produção do conteúdo e sem um alcance maior do que esse. Foi então que surgiu a ideia de fazermos esse pedido ao governo para inserir o filme gratuitamente em escolas públicas. Se tivermos cem pessoas vendo o filme em duas mil escolas, teremos mais de 200 mil pessoas impactadas, um número quase inédito", diz Marcelo Mesquita, diretor do filme, que foi planejado por ele após Alan Fonteles ganhar o ouro sobre Oscar Pistorius nos Jogos de Londres, quando o diretor foi "envolvido" pela Paralimpíada.

"Queremos fazer com que as pessoas possam ver o filme e quebrar seus pré-conceitos. A visão de superação, de coitadinho. Tudo isso é pré-conceito. Eles são atletas de alto rendimento como qualquer outro", afirma Mesquita.

O filme conta com verba de lei de incentivo e apoio de empresas ligadas ao movimento paralímpico, como Caixa e Braskem, que patrocinam o paratletismo.


Notícia Documentário Paralímpicos