Em uma entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (9) em Buenos Aires, o trio Argentina, Paraguai e Uruguai anunciou que já escolheu o número de cidades com as quais pretende sediar a Copa do Mundo de 2030. Serão 12 no total.

As cidades definidas, no entanto, não foram divulgadas. A única informação dada pelo presidente da Federação de Futebol da Argentina (AFA), Claudio Tapia, foi de que a proposta fala em oito cidades argentinas, duas paraguaias e duas uruguaias.

Com a licitação para a escolha da sede do torneio que marcará o centenário das Copas do Mundo ainda longe de ser aberta, o trio de países sul-americanos ainda é a única candidatura oficial. Especula-se que a Inglaterra também já tenha demonstrado interesse.

Como uma tentativa de fazer alarde em cima da candidatura, os organizadores já revelaram que o grande nome do futebol argentino, Lionel Messi, e o grande nome do futebol uruguaio, Luis Suárez, estão dispostos a continuar apoiando seus países em busca do objetivo.

“Sempre achamos Messi disposto a nos ajudar a divulgar a possibilidade de os três países organizarem a Copa do Mundo. É muito importante para nós que tenhamos o apoio dos jogadores, o que está completamente desvinculado de qualquer conotação política”, declarou o ex-jogador e atual secretário esportivo da Argentina, Carlos Mac Allister.

A Fifa parece ser a favor de uma Copa que englobe o Uruguai, pelo fato do país ter sido o primeiro a sediar um Mundial em 1930. O presidente da entidade, Gianni Infantino, já deu a entender que gosta da ideia. Só que a preocupação mais imediata de Infantino é a Copa de 2026, que terá sua sede divulgada na véspera da abertura do Mundial deste ano. A disputa está entre o Marrocos e outra candidatura tripla, formada por Estados Unidos, Canadá e México.

Vale ressaltar que, tanto em 2026 como em 2030, haverá a novidade de 48, e não mais 32, seleções participantes do torneio.


Notícia Copa do Mundo 2030 Mundial Argentina Paraguai Uruguai sedes cidades Messi Suárez Fifa