Paulo Wanderley Teixeira, o novo presidente do Comitê Olímpico do Brasil, comandou a Confederação Brasileira de Judô por 16 anos. E, no COB, não parece ter a intenção de deixar o cargo cedo. Em coletiva de imprensa, o dirigente já afirmou que a “vida útil” para ciclos olímpicos é de oito anos.

O dirigente também rechaçou a possibilidade de uma eleição direta nas próximas semanas. “Vim a convite do presidente Nuzman, como vice indicado pelas confederações. A intenção, a pretensão e a legalidade estatutária preveem mandato de quatro anos, o qual eu pretendo cumprir”, afirmou.

O novo presidente do COB já tem uma agenda cheia para os próximos dias. A primeira missão é regularizar a situação da entidade frente ao COI, que suspendeu os brasileiros na última semana, após a prisão do agora ex-presidente Carlos Arthur Nuzman.

Outro objetivo é a criação de um novo estatuto para a entidade. O documento deverá ser apresentado dentro de 45 dias; ele tem sido formatado por uma comissão que envolve os presidentes das confederações de vela, esgrima e atletismo, além do judoca Tiago Camilo, representante da Comissão de Atletas.

Com o novo estatuto, questões de governança devem ser alteradas; o item é uma das exigências do COI para os brasileiros. A maior participação de atletas no desenvolvimento da entidade, por sinal, é outro pedido do órgão internacional.


Notícia COB Paulo Wanderley

Número do dia

9 milhões

de reais é o valor estimado dos aparelhos de ginástica que foram instalados no Parque Olímpico e serão usados por atletas profissionais.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Entre abertas e pagas, Brasil Open fecha com quatro emissoras
2Bayern de Munique substitui parceria com Lufthansa por Qatar Airways
3Por reputação mundial, Petrobras retorna à F1 com a McLaren
4Sem Rio Open, Asics recorre a emboscada no evento
5Novo contrato entre Ferrari e Philip Morris quer “um mundo livre do fumo”
6Corinthians amplia contrato com a Nike até 2029
7Rede de fast-food argentina fecha com AFA para Copa do Mundo
8Análise: Neymar não precisava de acordo com a Globo
9Jogos de Inverno terão maior transmissão da história no Brasil
10Cruzeiro resgata apelido e faz campanha por Libertadores