A Copa do Mundo se aproxima e, como é normal no mercado publicitário brasileiro, o número de jogadores e ex-jogadores relacionados à seleção brasileira aumenta substancialmente na televisão, com diversas marcas interessadas no apelo do Mundial. E, no mês anterior ao início do torneio, quem mais foi visto foi um nome que está longe da camisa 10, longe de ser uma unanimidade entre os torcedores.

Foto: Reprodução

O instituto de pesquisa Kantar Ibope Media mediu a presença de celebridades ligadas ao futebol em abril e em maio e apontou quem mais apareceu na televisão aberta no mercado da Grande São Paulo: o ex-técnico Dunga. O antigo treinador da seleção brasileira teve mais do que o triplo da aparição daquele que é o mais popular nome do futebol nacional, o atacante Neymar.

Essa posição de Dunga aconteceu graças a uma aposta de um patrocinador da seleção brasileira. A Ultrafarma resolveu colocar o treinador em evidência, mesmo após sua saída conturbada da CBF e com o sucesso do técnico atual, Tite. E com uma alta compra de espaços publicitários, ninguém apareceu mais do que o capitão do tetracampeonato de 1994.

Análise: Escolha de celebridade na Copa exige critério para empresas

Dunga não foi o único nome na publicidade que não está diretamente relacionado à seleção atual. Os outros nomes, no entanto, além de terem participação consideravelmente menor, são de ex-atletas com menos intrigas recentes com o público em suas relações com o time nacional. É o caso de Roberto Rivellino, Zico, Ronaldinho Gaúcho e Pelé.

Tite, é verdade, também teve alta presença nas televisões dos brasileiros, e com mais marcas envolvidas com seu nome. Patrocinado pelo Itaú, pela Samsung e pela Uninassau, o técnico da seleção brasileira foi o terceiro rosto do futebol com maior presença. Com a proximidade da Copa do Mundo, ele esteve ainda mais em evidência; entre abril e maio, o número de inserções com sua imagem subiu 126%.

Entre os dois treinadores, ficou o nome mais óbvio da lista. Neymar, que durante a Copa do Mundo de 2014 foi o rosto mais utilizado pelas empresas, teve um pouco mais de 400 aparições na televisão. Com diversos patrocinadores pessoais, foram várias as marcas que usaram de seu carisma: McDonald’s, Café Pilão, C&A e Nivea.

Graças à Nivea, por sinal, há dois nomes estrangeiros na lista de aparições nas publicidades. Com aporte ao Paris Saint-Germain, a marca também usou dois rostos menos conhecidos do público nacional, casos dos franceses Adrien Rabiot e Kylian Mbappé. Entre as personalidades de fora, completa a lista o argentino Claudio Cannigia, usado pelo Guaraná Antarctica em campanha para o Mundial.


Notícia Copa do Mundo marketing mercado mídia publicidade patrocínio aposta Dunga Neymar Tite Ultrafarma