A Meltex importou uma estratégia usada em times paulistas, o Palmeiras e o Santos, para o Fluminense. A empresa dará desconto a sócios-torcedores que queiram se abrir franquia da loja oficial da equipe. A ação, chamada de “sócio-empreendedor”, mira a ampliação de unidades com venda de produtos oficiais.

Assim como aconteceu com os rivais paulistas, a ação com o Fluminense terá um tempo limitado. Com os cariocas, os descontos para abrir uma nova loja serão válidos até o dia 31 de outubro. O sócio-torcedor precisa estar em dia com as mensalidades para conseguir entrar no programa.

Para abrir uma loja do Fluminense, as taxas variam de R$ 35 mil para um quiosque e R$ 60 mil para uma loja de fato. Os custos já incluem instalação, estoque inicial, capital de giro e consultoria para o franqueado.

“O ‘sócio-empreendedor’ é um vínculo direto entre o Sócio Futebol, do clube e a instituição, projeto firme e sólido que reflete uma via de mão dupla com retorno para todos os envolvidos. Por meio de resultados concretos, já provamos que este tipo de investimento vale a pena”, comentou em nota o gerente de expansão da Meltex, Danilo Verrillo.

Hoje, o Fluminense conta com uma loja conceito montada nas Laranjeiras, sede do clube, em espaço que foi reformado neste ano. Além disso, existem unidades em Brasília e uma recém-inaugurada em    Nova Iguaçu. 


Notícia Meltex Fluminense