Quando a Conmebol transformou o calendário do futebol sul-americano e transformou a Copa Libertadores num evento anual, os patrocinadores do torneio tiveram de reinventar a maneira como trabalhavam o patrocínio.

Até então, com o torneio em seis meses, as marcas geralmente usavam a Libertadore para ações de relacionamento e algumas ativações com a torcida, mas sem dispender muito dinheiro para realizar ações maiores.

No último ano como detentora do title sponsor da Libertadores, a Bridgestone refez a maneira como trabalhava o patrocínio, e usou o torneio para ter maior alcance em redes sociais, mais vendas e, ainda, fazer relacionamento com o cliente. As mudanças acabaram fazendo com que a marca fosse uma das que mais destaque tiveram no cenário de comunicação do patrocínio, o que rendeu a ela o prêmio de melhor comunicação de patrocínio na escolha dos "Melhores do Ano" da Máquina do Esporte.

A primeira ação de destaque da marca foi realizar um tour da taça da Libertadores por revendas da marca espalhadas em cidades em todo o Brasil, ativando o relacionamento com clientes e consumidores da empresa. Depois, a Bridgestone usou a entrega do prêmio de melhor jogador da partida para fazer relacionamento com formadores de opinião. A marca escolhia celebridades para entregar o prêmio, que por contrato era transmitido ao final de cada partida pela Fox Sports.

 

Outra ação de impacto foi a de incentivar a compra de pneus. Foram 700 torcedores que ganharam um par de ingressos para jogos de times brasileiros após comprarem pelo menos um par de pneus da marca.

As principais ações começaram na fase final do torneio. Num acordo de branded content com o canal Desimpedidos, a marca esteve presente em vídeos que chegaram a milhões de fãs, ampliando o alcance da marca no digital. Foram mais de 35 mil fãs novos no Facebook e mais de 2 mil no Instagram. Além disso, a Bridgestone patrocinou ações de sorteio de ingressos em rádios de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre.

A final do torneio também recebeu atenção especial da marca, que pela primeira vez levou para o público a escolha do melhor jogador do torneio. Em parceria com a Fox Sports, a ação fez o nome da Bridgestone ser o tranding topic na Argentina, no Brasil e no Equador no período da escolha do MVP. Outra ação inédita foi criar o patch da final em borracha de pneus reciclados.

Para relembrar todas as ações, a Máquina do Esporte produziu um vídeo que sintetiza o ano de ativações da Bridgestone. Confira abaixo.


Notícia