Carro de Felipe Massa ganhou marca e listras azuis e vermelhas - Crédito Divulgação

Carro de Felipe Massa ganhou marca e listras azuis e vermelhas - Crédito Divulgação

A Martini, famosa pelos investimentos que fez em automobilismo na década de 1970, voltou à Fórmula 1. A fabricante de bebidas italiana anunciou um patrocínio à Williams, escuderia que contratou o piloto brasileiro Felipe Massa. O novo carro, com a marca da empresa e com as icônicas listras azuis e vermelhas que a tornaram conhecida neste esporte décadas atrás, foi apresentado nesta quinta-feira (6).

"Williams e Martini compartilham uma rica história no mundo do esporte a motor, e os valores das nossas duas marcas e nossa compartilhada paixão pela corrida faz desta parceria uma combinação natural", disse Frank Williams, fundador da equipe, em comunicado. "A decisão de fazer esta parceria com a Williams foi natural para nós, e ela nos provê uma oportunidade sem precedentes de conectar a marca aos consumidores por meio de uma de suas paixões, a Fórmula 1", fez coro Andy Gibson, chefe de marketing e presidente global da Bacardi, grupo que detém a marca Martini desde a fusão entre ambas, em 1993.
A empresa terá os naming rights da equipe, que passa a ser chamada de Williams Martini Racing, e vai colocar listras azuis e vermelhas, como antigamente, no novo carro da escuderia, o Mercedes FW36. Os uniformes dos pilotos e da equipe de apoio, entre outras propriedades, também vão receber a marca da bebida italiana. O novo veículo vai estrear na corrida de 16 de março, em Melbourne, na Austrália, início da temporada de 2014 da Fórmula 1.
A Martini começou a investir em automobilismo em 1968, com a criação da Martini Racing, um programa de patrocínios, quando ainda não tinha se fundido com a Bacardi. A empresa patrocinou a Tecno, em 1972, por uma temporada, e a Brabham, em 1975, por três anos. Em todas as equipes que investia, inseria as listras vermelhas e azuis que a tornaram famosa. A última parceria, sem listras, foi com a Ferrari entre 2006 e 2008. Desde então a companhia estava fora do automobilismo.

Notícia Patrocínio Martini Williams

Número do dia

900 milhões

de euros deve faturar o Barcelona neste ano, um incremento de 40% em relação à temporada passada; meta é de chegar a 1 bilhão em 2021.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Copa do Nordeste é primeiro torneio do continente a ter produtos licenciados
2Desodorante Axe, da Unilever, fecha com rivais Boca Juniors e River Plate
3Patrocínio da Petrobras é destaque em lançamento de novo carro da McLaren
4Centauro patrocina amistoso do Barcelona em Pernambuco
5Osasuna fecha com Hummel e é mais um a substituir Adidas
6Band abre mão de Copa, que só terá Globo na TV aberta
7Alfa Romeo Sauber acerta patrocínio da Claro na F1
8Empresa de bebidas energéticas pode comprar Force India, da F1
9Jogos de Inverno terão maior transmissão da história no Brasil
10Santos faz ação inteligente e usa Dodô errado para anunciar Dodô certo