Home Depot Center, possível palco para 2024

Caso Los Angeles seja escolhida sede dos Jogos Olímpicos de 2024, os Estados Unidos poderiam faturar até US$ 18,3 bilhões (R$ 58,74 bilhões), segundo estudo da consultoria Beacon Economics e da Universidade da Califórnia.

Los Angeles disputa com Paris e Budapeste a eleição do COI (Comitê Olímpico Internacional). A escolha será feita em 13 de setembro, durante assembleia geral da entidade, marcada para Lima, no Peru. Cidades como Roma e Hamburgo abriram mão de candidatura, alegando altos gastos.

Só em Los Angeles, de acordo com a pesquisa, a Olimpíada iria gerar US$ 11,2 bilhões (US$ 35,95 bilhões). O estudo levou em conta os turistas que visitariam o país, os gastos diretos do comitê organizador, assim como despesas indiretas de fornecedores.

Segundo o material, graças aos Jogos, haveria arrecadação fiscal adicional entre US$ 150 milhões e US$ 166 milhões. Para a competição, seria necessária a contratação entre 74.308 e 79.307 pessoas.

Caso seja escolhida, Los Angeles irá se igualar a Londres como as únicas cidades que foram sede da Olimpíada em três oportunidades. A cidade californiana já abrigou os Jogos em 1932 e 1984. Nessa última edição, houve um lucro de US$ 238 milhões, com financiamento inteiramente privado. Foi a primeira e única vez que isso aconteceu na história olímpica.

“Não há dúvida que organizar os Jogos Olímpicos daria um enorme impulso à economia local. A preocupação é sempre que esses benefícios chegam a um custo muito alto, mas Los Angeles já tem muitos dos ativos necessários para uma experiência olímpica bem-sucedida”, afirmou Christopher Thornberg, sócio fundador da Beacon Economics.

Estudo anterior da Universidade de Limoges, da França, estimou que a vitória de Paris  poderia gerar € 12,28 bilhões à economia do país. 


Notícia Los Angeles 2024 Olimpíada COI Estudo

Número do dia

206 milhões

De reais é a renda bruta de bilheteria da Arena Corinthians desde a sua inauguração, antes da Copa de 2014.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Com Corinthians, Spotify esquenta briga entre aplicativos
2Dez empresas disputarão licitação para gerir comercializações da Conmebol
3Vereador apresenta projeto de lei para São Paulo não perder CT em 2022
4Patrocinadora, Evonik compra parte de Borussia Dortmund por R$ 80 milhões
5Mesmo com estatuto, São Paulo tem novo escândalo
6Neymar coloca Ligue 1 no topo da audiência da TV fechada
7 CBF confirma criação da Série D
8Dono do Manchester City negocia compra time na Espanha
9Com investidores, Michael Jordan e Derek Jeter compram Miami Marlins
10TOP 10 – Os dez clubes de maior destaque na última década