Globo e Esporte Interativo brigaram nos últimos anos pelo direito de transmissão do Campeonato Brasileiro na rede fechada de televisão. Contra a força do Grupo Turner, o Sportv terminou sem times como o Santos, o Internacional e o Palmeiras em torneios futuros. Agora, há uma nova fonte de disputa: a Liga do Nordeste.

Na segunda-feira, Náutico, Santa Cruz e Sport anunciaram a saída da Liga. O torneio, que é organizada pelo próprio Esporte Interativo, é um dos principais produtos da emissora. A Globo também transmitiu a competição até este ano, mas não renovou o contrato para as próximas edições.

Mesmo com a promessa de aumento nas premiações e uma nova emissora aberta para cobrir a Liga, o Esporte Interativo não conseguiu segurar o trio pernambucano. Os times alegam que a disputa é financeiramente pouco vantajosa, além de tornar o calendário pesado para as equipes. Agora, sem a Globo, há também uma significativa perda de visibilidade.

Segundo a Máquina do Esporte apurou com um dirigente de Pernambuco, já há um encaminhamento entre clubes, federação pernambucana de futebol e Globo para um arranjo com um torneio mais atrativo financeiramente para todas as partes. A saída da Liga por parte do trio foi a maneira de formalizar o desejo pelas negociações de um modelo mais sustentável.

O Campeonato Estadual seria, então, reduzido, e haveria um novo torneio entre os clubes grandes do nordeste, dessa vez com a Globo por trás.

A união dos clubes, no entanto, não é simples. O Bahia, que tem contrato com o Esporte Interativo para o Brasileirão, já sinalizou que não irá sair da Liga do Nordeste. O rival Vitória, com contrato com o Sportv, lançou nota oficial na terça-feira para reforçar que também irá permanecer no grupo. Também na terça, outros sete times comunicaram a permanência na liga.

O Vitória, no entanto, mostrou maior flexibilidade. “Nos últimos anos, o Nordestão vem ganhando musculatura e apelo junto à torcida. Mas é inegável que uma saída dos times pernambucanos prejudicaria essa musculatura. É preciso negociar”, afirmou o presidente do clube, Ivã de Almeida, em nota.

Até o momento, o Esporte Interativo não quis se pronunciar sobre o assunto. A Globo afirmou que tem interesse em competições com times do Nordeste, mas “ainda não recebeu proposta de uma eventual nova competição”. 


Notícia Copa do Nordeste Globo Esporte Interativo

Número do dia

900 milhões

de euros deve faturar o Barcelona neste ano, um incremento de 40% em relação à temporada passada; meta é de chegar a 1 bilhão em 2021.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Copa do Nordeste é primeiro torneio do continente a ter produtos licenciados
2Desodorante Axe, da Unilever, fecha com rivais Boca Juniors e River Plate
3Patrocínio da Petrobras é destaque em lançamento de novo carro da McLaren
4Centauro patrocina amistoso do Barcelona em Pernambuco
5Osasuna fecha com Hummel e é mais um a substituir Adidas
6Band abre mão de Copa, que só terá Globo na TV aberta
7Alfa Romeo Sauber acerta patrocínio da Claro na F1
8Empresa de bebidas energéticas pode comprar Force India, da F1
9Jogos de Inverno terão maior transmissão da história no Brasil
10Santos faz ação inteligente e usa Dodô errado para anunciar Dodô certo