No dia em que a Nestlé anunciou o encerramento de sua participação após nove anos como patrocinadora do time de Osasco, a Hinode deu uma boa notícia para os amantes do vôlei. A empresa renovou o patrocínio à equipe feminina de Barueri, que tem planos ainda mais ambiciosos para a próxima temporada.

O aporte da marca de cosméticos ao time de Barueri teve início em dezembro de 2016. A equipe disputou a Superliga B e sagrou-se campeã de forma invicta. Em seguida, o objetivo foi montar um time competitivo para a Superliga 2017/2018.

Foto: Reprodução / Twitter (@HinodeBarueri)

Sob o comando do técnico tricampeão olímpico José Roberto Guimarães, o Hinode Barueri ainda contou com as bicampeãs olímpicas Jaqueline e Thaísa e estrangeiras como a norte-americana Carlo Lloyd e a polonesa Kasia Skowronska.

E o objetivo de ficar entre as oito melhores equipes da competição foi alcançado. O time se classificou às quartas de final com a quinta melhor campanha e ainda dificultou a vida do Vôlei Nestlé, de Osasco, por uma vaga nas semifinais.

“Desde quando o José Roberto nos apresentou o seu sonho de montar um time em Barueri, sabíamos que estávamos nos unindo a um projeto vencedor, que tem muitas semelhanças com a história da nossa empresa, que também tem uma origem familiar, valoriza a liderança feminina, aposta na qualidade de vida por meio de atitudes que respeitamos e no trabalho em equipe. Somos uma empresa que preza pela qualidade em nossos produtos principalmente para fazerem as pessoas se sentirem felizes e bonitas todos os dias. Nada melhor do que um time de mulheres que represente esta atitude para nos representar. Estamos muito satisfeitos e acreditamos que ainda vamos conquistar muitas coisas juntos”, declarou o vice-presidente de marketing da Hinode, Alessandro Rodrigues.

Foto: Reprodução / Twitter (@HinodeBarueri)

“Só temos a agradecer à Hinode por nos ajudar a realizar esse sonho. Ainda temos muito a construir juntos. Mais importante do que os resultados que conquistamos até aqui está o legado para a cidade, para as famílias e para os jovens de Barueri. Nossa meta é brigar por conquistas cada vez maiores e para isso vamos precisar de mais parceiros”, afirmou o técnico José Roberto Guimarães.

A manutenção do patrocínio da Hinode tem base nos números conquistados pela equipe na estreia na Superliga. O time de Barueri teve a segunda melhor média de público da temporada e o recorde de torcedores no ginásio, com 5.500 pessoas lotando o José Correa, em Barueri.

O retorno de mídia, sem contar as transmissões das partidas no SporTV e na Rede TV, foi de cerca de R$ 32 milhões, com uma média de 500 matérias mensais durante a Superliga. Nas redes sociais, a taxa de engajamento foi de 1%, contra 0,28 do segundo melhor neste quesito. Como não poderia ser diferente, o tema principal é o esporte, e os picos de audiência e interação digital aconteceram na véspera e no dia do jogo decisivo das quartas de final. 

Com o time de vôlei, a Hinode consegue ativar o patrocínio e falar com seus públicos externos e internos, usando o esporte como plataforma de comunicação. O segundo momento de maior interação com o público foi no Dia da Mulher. Fotos feitas em estúdio, com as jogadoras maquiadas, foram colocadas em um encarte para os consultores e postadas pelas atletas em suas redes. Mais tarde, também fizeram sucesso nas plataformas digitais da própria Hinode, impactando consumidores, fãs e o público interno.

Com o patrocínio máster a todo vapor, a intenção da equipe é conseguir copatrocinadores e, assim, poder ter objetivos ainda mais ambiciosos. Para a próxima temporada, a ideia é chegar ao menos às semifinais da Superliga.


Notícia Hinode Barueri vôlei patrocínio Superliga José Roberto Guimarães Jaqueline Thaísa