A Fórmula 1 aderiu à tendência dos patrocínios regionais. A categoria divulgou nesta quarta-feira (25) o primeiro de sua história, fechado com a empresa malaia de petróleo e gás natural Petronas. A estatal será parceira oficial de combustíveis e lubrificantes da F1 na China, Itália e México, países em que a empresa terá uma série de direitos de marketing.

Foto: Reprodução / Twitter (@MercedesAMGF1)

“Estamos entusiasmados em estender nossa parceria com a Petronas para ativar e expor sua marca de maneira inovadora e empolgante. Os patrocinadores regionais são uma nova categoria de patrocínio da Fórmula 1 voltada para os mercados-alvo e é um subproduto do investimento que fizemos para impulsionar um engajamento mais profundo para nossos parceiros engajarem os fãs e entregarem resultados para suas marcas”, revelou Sean Bratches, diretor de operações comerciais da Fórmula 1.

A Petronas entrou na Fórmula 1 em 2010 como patrocinadora da equipe Mercedes. Desde então, sua participação na equipe aumenta cada vez mais. Vale lembrar que, durante esse período, escuderia e estatal venceram quatro campeonato de pilotos e quatro de construtores.

“Este acordo reafirma o compromisso da Petronas de alavancar a Fórmula 1 para melhorar e acelerar nossos esforços de construção de marca globalmente, especialmente nos mercados-alvo em que atuamos. Esta extensão da parceria de sucesso que compartilhamos com a Mercedes-AMG Petronas Motorsport tem tudo para ser um sucesso também”, afirmou Zahariah Abdul Rahman, gerente geral sênior de comunicações estratégicas da Petronas.

A Petronas também já patrocinou o Festival da F1 em Xangai, na China, e também atuou como parceira do projeto “F1 in Schools” (F1 nas Escolas”, em tradução livre), que tem como objetivo introduzir crianças no esporte.


Notícia Fórmula 1 F1 Petronas patrocínio regional Mercedes empresa estatal combustíveis lubrificantes