Alex em jogo do Rayo Vallecano, o time mais "pobre" da liga espanhola

A folha salarial das equipes que disputam a primeira divisão da Espanha escancara a diferença entre os clubes ricos (Barcelona e Real Madrid) e os pequenos (as 18 demais equipes). Os dados da temporada passada foram divulgados pela direção da Liga de Futebol Profissional, que dirige o torneio.

Para efeito estatístico, a LFP nem inclui Barça e Real no cálculo porque ambos fogem muito ao padrão de gastos dos clubes que disputam o torneio. Sem eles, a despesa média é de € 28,02 milhões por ano. Cada atleta recebeu, em média, € 1,1 milhão pela temporada inteira ou € 91,7 mil por mês.

Quem integrou o elenco dos dois grandes da Espanha, teve ganho significativamente superior: € 9 milhões por temporada ou € 750 mil mensais. Ou seja, um jogador dos clubes menores recebe, na média, apenas 12,2% do que ganha um atleta de Barcelona ou Real Madrid. A folha salarial nesses clubes chega a € 200 milhões.

Algumas léguas atrás dos dois grandes está o Atlético de Madrid, com média salarial de € 4,1 milhões, o que totaliza gastos de € 100 milhões com salários anualmente. Apenas sete clubes pagaram mais de € 1 milhão, em média, para cada jogador por temporada.

Sevilla e Valencia têm média de gastos de mais de € 2 milhões por atleta. Getafe, Athletic Bilbao, Real Sociedad e Villarreal superam € 1 milhão anuais para cada integrante do elenco profissional. O primo pobre da liga espanhola é o Rayo Vallecano, que gastou € 370 mil por jogador durante a temporada.

O abismo de salários também ocorre em relação à Série B espanhola. No torneio, o gasto médio com o elenco durante toda a temporada foi de € 4,01 milhões ou € 170 mil por atleta. Apenas cinco clubes desembolsaram valores maiores do que essa média: Zaragoza (€ 400 mil), Córdoba, Deportivo La Coruña, Sporting Gijón e Mallorca (€ 300 mil). 


Notícia Real Madrid Liga de Futebol Profissional Espanha Folha Salarial Barcelona Real Madrid

Número do dia

9 milhões

de reais é o valor estimado dos aparelhos de ginástica que foram instalados no Parque Olímpico e serão usados por atletas profissionais.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Por reputação mundial, Petrobras retorna à F1 com a McLaren
2Bayern de Munique substitui parceria com Lufthansa por Qatar Airways
3Brasil Open fecha com quatro emissoras
4Análise: Neymar não precisava de acordo com a Globo
5Cruzeiro resgata apelido e faz campanha por Libertadores
6Jogos de Inverno terão maior transmissão da história no Brasil
7Fundo chinês assume controle do grupo multimídia Mediapro
8Santos refaz acordo com Umbro, que vestirá clube até 2020
9Rede de fast-food argentina fecha com AFA para Copa do Mundo
10SporTV e Samsung fazem parceria e terão aplicativo em 4K para Copa 2018