A Uefa anunciou o fim de uma parceria de dez anos que garantia à Konami o direito exclusivo de uso da marca da Liga dos Campeões em seus jogos de videogame. A notícia pegou de surpresa o mercado, que tem na disputa entre o PES e o Fifa, da EA Sports, a maior fatia dos games no mundo.

Foto: Divulgação

“Foi uma parceria muito cooperativa e mutuamente benéfica. A Uefa gostaria de agradecer à Konami pelo seu enorme empenho e apoio às competições de clubes da Uefa na última década, e esperamos continuar a trabalhar com a Konami na esfera das seleções nacionais”, disse, em nota, Guy-Laurent Epstein, diretor de marketing da Uefa.

“A parceria com a Uefa nos proporcionou a possibilidade de criar experiências únicas aos torcedores de todo o mundo”, afirmou Jonas Lygaard, diretor sênior de desenvolvimento da Konami.

A marca desenvolvedora de games que fechar o novo contrato com a Uefa terá direito de explorar em seus jogos os nomes das competições organizadas pela entidade, entre elas a Liga dos Campeões, a Liga Europa e a Eurocopa. A expectativa é que a EA Sports, principal concorrente da Konami, obtenha a nova licença.


Notícia Konami Uefa Liga dos Campeões Liga Europa Eurocopa games PES EA Sports