Gianni Infantino, presidente da Fifa (à dir.)

Depois de aprovar a participação de 48 seleções na Copa do Mundo, a Fifa prepara mais uma novidade em sua principal competição: a possibilidade de se jogar em vários países.

“Está perfeitamente em acordo com nossas políticas de sustentabilidade e legado que dois, três ou quatro países se unam e possam apresentar conjuntamente um projeto com três, quatro ou cinco estádios cada um. Esses países devem ser próximos, para facilitar os deslocamentos”, afirmou Gianni Infantino, presidente da Fifa.

A frase do dirigente favorece diretamente México, Estados Unidos e Canadá, que devem apresentar candidatura conjunta. Cada país teria que apresentar cinco estádios em condições de abrigar os jogos, reduzindo custos para cada nação.

Outras candidaturas possíveis seriam da Austrália (que poderia dividir sede com a Nova Zelândia) e a China. Em maio de 2020, a Fifa irá definir, em seu congresso, quem irá organizar o Mundial de 2026. 


Notícia Fifa Copa do Mundo Gestão Formato

Número do dia

R$ 151 mi

Faturou o Palmeiras nos quatro primeiros meses deste ano; valor é R$ 39,5 milhões maior em relação a 2016.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Dono do Manchester City negocia compra time na Espanha
2Flamengo atinge metas e tenta rentabilizar redes
3Com naming right, G League tem aumento de 4 times na próxima temporada
4Globo tem melhor início de Brasileiro em mais de uma década
5Donos põem Fiorentina à venda
6Schalke 04 deixa Adidas e assina com Umbro
7Copa das Confederações perde audiência no fim de semana
8Allianz Parque terá descida de rapel da cobertura ao gramado
9Análise: Rede deve gerar mais entrega do que receita aos clubes
10Coritiba veta estádio, e Atlético sofre com evento