Encontro na sede da entidade marca primeira ação de François Carrard no Comitê de Reforma da Fifa

A Fifa se reunirá nesta quinta-feira (20), em Zurique, com representantes de Coca-Cola, Visa e McDonald's para discutir como está sendo levado o processo de reformulação da entidade após os escândalos de corrupção que abalaram o esporte em maio.

A reunião é a primeira ação de François Carrard, ex-diretor do Comitê Olímpico Internacional (COI), à frente do Comitê de Reforma da Fifa. No mês passado, as três empresas se manifestaram publicamente sobre a gestão da crise dentro da instituição responsável pelo futebol mundial, pedindo transparência e mudanças internas.

A proposta do encontro, segundo o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, teria partido das patrocinadoras antes da criação do comitê liderado por Carrard.

Durante a crise, as três marcas se tornaram uma espécie de líderes entre os sócios comerciais da Fifa, sendo as mais contundentes nas críticas após o estouro do escândalo de corrupção que levou dirigentes à prisão e culminou na convocação de novas eleições para a presidência da entidade no ano que vem. Joseph Blatter, apesar de reeleito há três meses, não seguirá no cargo após o pleito marcado para fevereiro de 2016.

Adidas, Gazprom e Hyundai completam o grupo principal de patrocinadores da Fifa. Em julho, o acionista majoritário da montadora, Chung Mong Joon, anunciou a intenção de substituir Blatter no comando do futebol mundial. O prazo para inscrição de candidatos à presidência da Fifa é 26 de outubro.

O ex-jogador Zico afirmou que pretende concorrer ao cargo, mas ainda não oficializou o processo, assim como o príncipe Ali Bin Al Hussein, único opositor de Blatter nas eleições de maio. 


Notícia Fifa Crise Gestão Coca-Cola McDonald's Visa