A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) lançou nesta segunda-feira (14) uma plataforma de streaming (OTT) que transmitirá os principais eventos e contará com conteúdos exclusivos sobre o vôlei mundial. O canal tem parceria com a IMG, empresa especializada em mídia e eventos esportivos.

Foto: Reprodução / Site (fivb.com)

“O voleibol continua liderando o entretenimento de torcedores, e nossa nova plataforma OTT oferecerá acesso incomparável a cada minuto da Liga das Nações de Voleibol. Este é um momento incrivelmente emocionante para o esporte, dentro e fora da quadra, e estamos muito satisfeitos em trabalhar com a IMG neste projeto”, afirmou o brasileiro Ary Graça, presidente da FIVB.

“Este é um novo e excitante empreendimento para a IMG e a FIVB e desempenhará um papel fundamental no crescimento contínuo e popularidade do voleibol em todo o mundo. Há um tremendo agito em torno da Liga das Nações de Voleibol, e o canal garantirá que os fãs do esporte no futuro tenham acesso à ação ao vivo onde quer que estejam no mundo. No futuro, queremos criar um serviço que ofereça uma experiência digital durante todo o ano, com cobertura de todos os principais torneios e ligas, além de notícias e recursos. Com o tempo, introduziremos uma variedade de pacotes para que os assinantes possam escolher o que melhor lhes convier”, revelou Ioris Francini, copresidente da IMG.

A estreia da nova plataforma já está sendo nesta terça-feira (15) com a Liga das Nações, competição internacional do esporte que entrou no calendário para substituir o Grand Prix no feminino e a Liga Mundial no masculino. A seleção nacional feminina comandada por José Roberto Guimarães entra em quadra às 15h diante da Alemanha.

A competição é a primeira em que a FIVB assume o controle de sua própria produção de conteúdo. Disponível em aplicativos para computador, dispositivos móveis e aplicativos para iOS e Android, a Volleyball TV mostrará ao vivo todos os 260 jogos masculinos e femininos da Liga das Nações, além de dez minutos com os melhores momentos de cada um dos jogos. Há ainda conteúdo de arquivo da FIVB e a promessa de cobertura dos 197 jogos dos Campeonatos Mundiais masculino e feminino.

O canal também contará com conteúdo de arquivo da FIVB, e planos futuros incluem a adição de outras competições organizadas pela entidade.

O lançamento da FIVB segue a linha do que fez a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) em março. À época, a entidade nacional anunciou a criação do Canal Vôlei Brasil, que, desde então, transmitiu uma série de jogos das Superligas Cimed masculina e feminina da modalidade. As transmissões continuarão na temporada 2018/2019.


Notícia FIVB CBV vôlei streaming plataforma OTT IMG mercado mídia transmissão