Foto: Reprodução / Twitter (@HoustonRockets)

Duas das maiores estrelas da NBA estão tentando minimizar o acerto da maior liga de basquete do mundo com a Nike a partir desta temporada. O armador Stephen Curry, do Golden State Warriors, e o ala-armador James Harden, do Houston Rockets, são patrocinados por Under Armour e Adidas, respectivamente, e têm tentado dar um “jeitinho” de atrapalhar a megaexposição da principal rival.

A atual temporada é a primeira da Nike como parceira da NBA. Estima-se que, para fechar o acordo, a marca norte-americana vai desembolsar a bagatela de 1 trilhão de dólares durante os oito anos de contrato. Assim, exigiu que a exposição da marca fosse a maior possível e o acerto foi feito para as camisas, calções e meias dos jogadores. Só que não para os tênis.

É exatamente neste item do vestuário que Curry e Harden estão sendo leais às suas patrocinadoras, mas sem chamar muita atenção nas atitudes.

O armador do Warriors é um dos principais rostos da Under Armour, que é a principal rival da Nike dentro do mercado norte-americano. O jogador tem, inclusive, uma linha de tênis da marca que leva seu nome. Para tentar dar destaque à Under Armour ao menos no calçado, Curry tem dobrado suas meias ou colocado esparadrapos exatamente no local onde fica o logotipo da Nike durante os jogos.

A estratégia de Harden, no entanto, é outra. O ala-armador do Houston Rockets simplesmente corta a parte de cima das meias. Coincidentemente ou não, é exatamente na parte cortada que fica o logo da Nike. O jogador é uma das principais estrelas da Adidas após assinar um contrato milionário em 2015 para receber 200 milhões de dólares nos próximos 13 anos. Harden, assim como Curry, também possui uma linha de tênis com seu nome.

Nike, Adidas e Under Armour não se pronunciaram sobre o assunto, mas a imprensa norte-americana especula que a patrocinadora da NBA deverá tomar alguma atitude em breve.


Notícia Stephen Curry James Harden NBA Nike Adidas Under Armour meias tênis esconder

Número do dia

350 mil

euros deve receber cada jogador da Alemanha por uma eventual conquista da Copa do Mundo de 2018, disse a federação alemã.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Fifa ameaça tirar a Espanha da Copa do Mundo de 2018
2Bundesliga cria regra, e clubes terão funcionários dedicados aos torcedores
3Disney compra parte da Fox em transação bilionária e cresce no esporte
4Globo bate recorde de audiência no RJ com o Flamengo
5Corinthians amplia contrato com a Nike até 2029
6Análise: Fox decide abrir mão de briga do streaming
7TOP 10 – Os dez clubes de maior destaque na última década
8Arena de Pernambuco será palco do primeiro jogo do Barcelona no Brasil
9Puma vibra com conquista do Independiente na Sul-Americana
10Estados Unidos querem ser sede permanente de Copa América