O empresário paquistanês naturalizado americano Shahid Khan fez uma oferta tão bilionária quanto ele nesta quinta-feira (26). Dono do Fulham, que disputa atualmente a segunda divisão inglesa, e do Jacksonville Jaguars, franquia que atua na NFL, ele ofereceu 800 milhões de libras (pouco mais de US$ 1,1 bilhão) pelo estádio de Wembley. As informações são do jornal britânico Daily Mail.

Foto: Reprodução

A proposta foi confirmada pela Associação de Futebol Inglesa (FA). Se a venda se confirmar, será a primeira vez que o estádio inaugurado em 1923, que foi fechado em 2000, demolido em 2003 e reaberto em 2007, ficará nas mãos de um proprietário estrangeiro.

Além disso, se Shahid Khan se tornar dono do estádio, aumentam consideravelmente as chances de uma franquia da NFL, em especial o Jaguars, se mudar para Londres, uma possibilidade já especulada por diversas vezes pelas imprensas de EUA e Reino Unido.

De acordo com a publicação, mesmo que a venda seja confirmada, o estádio vai continuar como palco dos jogos da seleção inglesa e também permanecerá recebendo a tradicional final da FA Cup.

Em janeiro, a FA disse que finalmente terminaria de pagar pelo novo Wembley até o final de 2024, 17 anos após a reinauguração, que custou cerca de 757 milhões de libras (US$ 1,05 bilhão). Atualmente, a dívida está em 142 milhões de libras (US$ 198 milhões). A oferta de Khan eliminaria a dívida e libertaria a FA do fardo financeiro de administrar e modernizar o estádio.


Notícia Shahid Khan estádio de Wembley Fulham FA NFL Jacksonville Jaguars proposta oferta