O Corinthians oficializou nesta terça-feira o patrocínio da escola de idiomas Minds, que acertou uma parceria com o clube até o início de 2018. Além do aporte, a direção corintiana apresentou a nova propriedade no uniforme, que será usada pela companhia.

Trata-se da barra da manga da camisa. Teoricamente, a manga do uniforme seria a segunda propriedade mais valiosa do uniforme do clube paulista. No entanto, com o novo espaço reduzido, a Minds terá um aporte estimado em menos de R$ 2 milhões por temporada.

Além da exposição, a Minds terá espaço nas redes sociais do clube e um pacote de ativação para chegar diretamente a torcedores e a membros da equipe paulista. Ainda serão apresentadas promoções que envolvem funcionários, jogadores e membros do programa de sócio-torcedor.

Esse será o primeiro de três patrocínios que o clube pretende apresentar neste início de ano. O executivo envolvido nas negociações, no entanto, não deverá concluí-las. Gustavo Herbetta, gerente de marketing do time, pediu demissão para assumir uma agência do Grupo Publicis.

Apesar dos novos parceiros, o time deverá ter baixas entre seus patrocinadores. A Special Dogs não renovou com o time e a TIM também não deverá permanecer. Por outro lado, os dois maiores aportes permanecerão: a Caixa e a Apollo Sports Capital. 

Com a Minds, o Corinthians volta a ter parceira com uma escola de idiomas na manga do uniforme. A última empresa no local foi a Fisk, mas com um contrato que abrangia toda a área da camisa e com valores mais robustos. 


Notícia Corinthians Minds

Número do dia

R$ 500 mil

Cobrou a concessionária do Maracanã para a realização do Fla-Flu no estádio; jogo acabou transferido para Brasília.

Bradesco

Patrocinado por


Banner

Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Seleção brasileira goleia o Uruguai e a audiência na TV
2Corinthians apresenta patrocínio da Foxlux para barra da camisa
3Globo tem recorde de audiência no futebol de domingo com dérbi
4Clubes aumentam em 20% o faturamento durante 2016
5Por dinamismo, NFL terá menos intervalos comerciais
6Análise: Bundesliga não sabe o que fazer com domínio do Bayern
7Clássicos rendem audiências altas no Rio e em São Paulo
8Com Crefisa, Palmeiras é top 10 entre camisas mais caras do mundo
9Neymar assina novo patrocínio, mas mantém 'sina' local
10Adidas põe 3 listras em 6 das 10 camisas mais vendidas do futebol