A convocação do time brasileiro para a Copa do Mundo, realizada às 14h desta segunda-feira (14), transformou-se numa espécie de “teste digital” para as marcas e as empresas de mídia a um mês do início do Mundial da Rússia.

O horário da tarde, quando a maioria das pessoas está no trabalho, foi explorado pelas empresas de forma a medir o grau de interesse do torcedor no meio digital. 

Foto: Divulgação

Patrocinadores da seleção brasileira como Gol e Vivo utilizaram a convocação para levar conteúdo aos seus canais digitais. A companhia aérea brincou em seu perfil no Instagram com a lista de convocados. Enquanto o técnico Tite anunciava o nome dos 23 jogadores da seleção para a Copa, a empresa postava na seção Stories cartões de embarque de cada um deles em voo do Rio de Janeiro para Moscou. Mais de 300 mil impressões de conteúdos foram contabilizadas. A Vivo divulgou um vídeo no YouTube em que Pelé aconselha Gabriel Jesus antes de ele entrar em campo pela seleção. O Rei do Futebol relembra a emoção dele em representar o país 60 anos antes, na Copa de 1958. Em 12h, 60 mil visualizações.

Quem também explorou as redes sociais durante a convocação foram as empresas de mídia, que tentaram liderar a conversa do torcedor na internet, algo que deve ocorrer de forma recorrente durante a Copa, com jogos no período da manhã e também no começo da tarde, mais ou menos o mesmo horário da convocação.

O Esporte Interativo usou seu canal no YouTube para transmitir ao vivo a apresentação da lista de jogadores e, também, trazer o torcedor para dentro da conversa sobre a seleção. O evento teve pico de 74 mil visitantes simultâneos, levando a emissora à vice-liderança da audiência no YouTube (o youtuber Felipe Neto, que também comentava a lista de Tite, contabilizou 103 mil pessoas em seu canal).

“O fato de a convocação ser no meio do dia, num horário em que muitas pessoas estão fora de casa, contribuiu para aumentar a audiência no YouTube”, afirmou Fabio Medeiros, diretor de esportes da Turner. A empresa aposta no canal para a Copa do Mundo. Durante os jogos do Brasil, haverá comentários em tempo real.

Já a Globo, detentora dos direitos de transmissão, usou o site Globo.com para aquecer a convocação. O torcedor podia brincar de escalar os seus 23 jogadores antes de a lista ser apresentada. E, logicamente, compartilhar o resultado com seus amigos em seus perfis sociais no Facebook e no Twitter. 

A Copa do Mundo, enfim, começou. Pelo menos no meio digital.


Notícia Patrocinadores patrocínio mídia meio digital seleção convocação Gol Vivo Esporte Interativo Globo.com audiência