O Comitê Olímpico do Brasil começou a discutir as mudanças na entidade que deverão melhorar questões de governança na entidade e aumentar a participação de atletas nos processos eleitorais.

Na segunda-feira (13), o grupo responsável por organizar as sugestões para alterar o estatuto do COB, chamado de Comissão de Reavaliação Estatutária, apresentou as propostas para a entidade. No dia 22 de novembro, haverá uma votação na Assembleia Geral do comitê para aprovar ou não as alterações.

“A nova gestão do COB entende ser essencial adotar medidas de boa governança, tendo em vista que as propostas de mudanças refletem o desejo de vários atores do movimento esportivo brasileiro, de modo que a comunidade pode se sentir aí refletida”, comentou o presidente do comitê, Paulo Wanderley.

A iniciativa era o principal desejo do novo presidente da entidade, que assumiu o cargo após a prisão e renúncia de Carlos Arthur Nuzman. O COB convive com a pressão do COI para alterar os meios de gerir o comitê.

Entre as mudanças sugeridas, estão a inclusão de atletas na Assembleia Geral do COB; eles formariam um terço dos votos. Os critérios de eleição do presidente de entidade também devem ser alterados, para abrir a candidatos que não sejam membros do comitê. Também há a proposta para a criação de um Conselho de Ética para controlar a gestão da entidade.


Notícia COB Gestão

Número do dia

30 milhões

de dólares deve investir o governo argentino para capacitar o autódromo de Buenos Aires para poder receber uma prova da Fórmula 1.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Sem Rio Open, Asics recorre a emboscada no evento
2Novo contrato entre Ferrari e Philip Morris quer “um mundo livre do fumo”
3Bayern de Munique substitui parceria com Lufthansa por Qatar Airways
4Patrocinadores diversificam ativações no Rio Open
5Adidas põe 3 listras em 6 das 10 camisas mais vendidas do futebol
6Corinthians amplia contrato com a Nike até 2029
7Entre abertas e pagas, Brasil Open fecha com quatro emissoras
8Por reputação mundial, Petrobras retorna à F1 com a McLaren
9Argentina negocia para voltar a receber Fórmula 1 em 2019
10Barcelona acredita em 1 bilhão de euros em receitas antes de 2021