A Bridgestone é a principal patrocinadora da Libertadores, e a empresa resolveu fazer uma ação de venda com o torneio, com a presença do Palmeiras em São Paulo e até com o uso do principal nome da equipe paulista. No entanto, uma punição da Conmebol pode atrapalhar os planos da companhia, que seria mais uma a ter prejuízos com as cenas de barbárie presenciadas em Montevidéu, na última semana.

A ideia da Bridgestone é levar 400 convidados para a partida entre Palmeiras e Atlético Tucumán, que será realizada no Allianz Parque, em São Paulo. A ação consiste em dar um par de ingressos aos 200 primeiros torcedores que comprarem quatro pneus da marca japonesa, em ação válida no Estado de São Paulo.

Para aumentar a divulgação da ação, a marca até recorreu a um post pago no Facebook do atacante Dudu, um dos principais nomes do atual elenco palmeirense. O jogador tem quase 200 mil seguidores na rede social, e o post já teve quase mil interações.

A ação não teria nenhum problema se não fosse a notícia divulgada pela Conmebol na tarde de quarta-feira (03): a entidade denunciou o Palmeiras pela confusão no jogo contra o Peñarol, na última semana. A questão não foi só a briga entre os jogadores, mas a desordem nas arquibancadas. E, segundo estatuto da entidade, o clube é responsável pelos seus fãs nos estádios.

Com a denúncia, dificilmente o Palmeiras escaparia de jogar uma partida com os portões fechados. Nos últimos anos, Corinthians e Boca Juniors, da Argentina, já atuaram nessa situação pela competição, justamente por mau comportamento de seus torcedores.

Segundo a Máquina do Esporte apurou, a Bridgestone não conta com uma punição de torcida para o jogo no Allianz Parque, o que acarretaria no impedimento da ativação em rigor e um constrangimento com consumidores. A companhia acredita que haverá apenas uma punição ao jogador Felipe Melo, pivô da confusão em Montevideo.   

Por ora, a Bridgestone conta com a continuidade da ação, considerada importante na estratégia do patrocínio. “Entendemos que a competição reforça a associação da Bridgestone com o esporte que apaixona milhões de torcedores em todo o mundo e, assim, possibilita que a nossa marca esteja cada vez mais próxima dos consumidores”, comentou a diretora de marketing da Bridgestone, Concheta Feliciano, em nota oficial. 


Notícia Bridgestone Libertadores Palmeiras Conmebol

Número do dia

9 milhões

de reais é o valor estimado dos aparelhos de ginástica que foram instalados no Parque Olímpico e serão usados por atletas profissionais.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Entre abertas e pagas, Brasil Open fecha com quatro emissoras
2Bayern de Munique substitui parceria com Lufthansa por Qatar Airways
3Por reputação mundial, Petrobras retorna à F1 com a McLaren
4Sem Rio Open, Asics recorre a emboscada no evento
5Novo contrato entre Ferrari e Philip Morris quer “um mundo livre do fumo”
6Corinthians amplia contrato com a Nike até 2029
7Rede de fast-food argentina fecha com AFA para Copa do Mundo
8Análise: Neymar não precisava de acordo com a Globo
9Jogos de Inverno terão maior transmissão da história no Brasil
10Cruzeiro resgata apelido e faz campanha por Libertadores