O Atlético Mineiro terá seu próprio estádio. O clube não precisou esperar até o fim da votação para chegar aos 260 votos necessários para a aprovação da Arena MRV, que começará a ser construída em 2018.

Um dos empasses para a aprovação do projeto é que o clube arcaria com parte da arena com a venda de 50% do shopping Diamond Mall, construído em terreno do time em Belo Horizonte. A venda deve levantar a quantia de R$ 250 milhões, mais da metade do custo total do estádio.

Como hoje o local representa uma receita fixa ao clube, não havia unanimidade sobre a negociação. Sobre o fato, o ex-presidente do Atlético, Alexandre Kalil, deu uma declaração curiosa: “Se shopping fosse bom, Barcelona e Real Madrid tinham quatro, cinco”.

O dirigente, hoje prefeito de Belo Horizonte, de um dos votos finais para a aprovação do estádio, já no início de tarde desta segunda-feira (18). A decisão gerou festa na sede do Atlético, com torcedores cantando ao redor e com queima de fogos.

Além dos R$ 250 milhões oriundos da venda do shopping, o clube mineiro contará com a doação da MRV de um terreno avaliado em R$ 50 milhões. Além disso, a construtora pagará R$ 60 milhões pelos naming rights da futura arena, durante dez anos.

Com capacidade para quase 42 mil pessoas, a Arena MRV será construída no bairro Califórnia, em Belo Horizonte. A obra está orçada em R$ 410 milhões. 


Notícia Atlético Mineiro MRV Arena