Schumacher anda de esqui na época da Fórmula 1

Com quase um ano se recuperando do acidente de esqui que o colocou em coma, Michael Schumacher coleciona reveses no mundo dos negócios. O alemão já perdeu três patrocinadores, segundo o diário suíço Nordwestschweiz. As marcas de roupa Navyboot e Jet Set, além da marca de água mineral Rosbacher, que já havia encerrado os vínculos na metade do ano.

O acordo com as marcas de roupa chegava a € 4 milhões por ano. Segundo a imprensa local, as empresas que seguem associando seus nomes ao heptacampeão de Fórmula 1 temem danos de imagem se rescindirem o contrato neste momento. No entanto, estão insatisfeitas pelo fato de despenderem milhões de euros e não terem recebido nada em troca depois do acidente.

Apesar disso, a perda desses patrocínios afetará pouco a saúde financeira do atleta, já calcula-se que Schumacher tenha faturado € 1 bilhão em mais de duas décadas dedicadas ao automobilismo. Na época em que estava na Ferrari ganhando títulos, Schumacher faturava cerca de € 80 milhões, sendo € 36 milhões apenas em salários, segundo a revista Forbes e a imprensa alemã. Na última temporada na Fórmula 1, em 2012, com a equipe Mercedes, o alemão recebia € 8 milhões de salário por ano.

O último patrocinador a assinar com o ex-piloto foi a companhia financeira Deutsche Vermögensberatun, que o contratou em 2013 como embaixador da marca por € 23 milhões em um acordo de sete ano. Schumacher também segue com contrato com a Mercedes.

“Vai ser uma recuperação lenta e difícil. Não sabemos quanto tempo irá durar”, afirmou Sabine Kehm, porta-voz de Schumacher.

“Estar junto à família vai permitir que se recupere mais rápido, mas será difícil”, afirma Philippe Streiff, ex-piloto de Fórmula 1 e amigo de Schumacher, que o visitou recentemente e ficou impressionado com o estado do colega.

“Schumacher está melhor, mas tudo é relativo. Está em uma cadeira de rodas, paralisado e com problemas de memória. Além disso, não pode falar”, acrescentou o francês.

Schumacher continua sua terapia de recuperação em sua cada na Suíça, depois de ficar nove meses internado em hospitais de Grenoble e Lausanne depois do grave acidente que sofreu, no dia 29 de dezembro de 2013, na estação de esqui de Meribel, nos Alpes franceses. Sem acesso da imprensa, os detalhes sobre seu estado de saúde permanecem sob sigilo. 


Notícia Michael Schumacher Patrocínio Navyboot Jet Set Rosbacher