Frame da publicidade de Ben Johnson para Sportsbet

Uma publicidade com o ex-velocista Ben Johnson para o site de apostas Sportsbet causou polêmica na Austrália. No vídeo, de 90 segundos, a empresa pretensamente exaltaria o doping.

A publicidade mostra Johnson em seu escritório, cercado por troféus. Em uma legenda, o vídeo informa que o atleta foi “campeão olímpico nos Jogos de Seul 1988”... Por “48 horas”.

Na verdade, o velocista foi protagonista da maior polêmica de doping da história da Olimpíada. Após sua vitória épica nos 100 m sobre o norte-americano Carl Lewis, o corredor teve o antidoping positivo divulgado para ao esteroide anabólico estanozolol.

Alheia à sujeira do esporte, a empresa dá a mensagem: “Quando se trata de  melhorar o desempenho, Ben sabe do que está falando. É por isso que ele apoia o novo aplicativo da Sportsbet para Android.”

Entre as imagens que aparecem no comercial, há também um ciclista vestido com roupas que lembram Lance Armstrong, o pivô de outro escândalo de doping nos últimos anos. O norte-americano teve cassadas suas sete vitórias na Volta da França.

As reações à publicidade foram imediatas. Greg Hunt, ministro do Esporte da Austrália criticou a iniciativa. “É um insulto aos atletas limpos e, francamente, acho que deviam suspender essa publicidade”, afirmou.

Já a Asada (Autoridade Esportiva Australiana Antidoping) apresentou queixa formal contra o anúncio e divulgou uma nota oficial condenando-o.

A Agência Australiana de Luta Antidopagem (ASADA) já apresentou uma queixa contra a Sportsbet. “A Asada não tolera a mensagem enviada neste anúncio. A publicidade escancara o uso de drogas que melhoram o desempenho no esporte e envia a mensagem completamente errada de que seu uso é normal. Essa campanha publicitária menospreza as conquistas de atletas limpos e denigre aqueles que trabalham para proteger o esporte limpo em todo o mundo”, afirmou a agência.

 


Notícia Ben Johnson Sportsbet Publicidade Polêmica

Número do dia

R$ 151 mi

Faturou o Palmeiras nos quatro primeiros meses deste ano; valor é R$ 39,5 milhões maior em relação a 2016.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Análise: Patrocínio não é grana no fim do mês
2Fluminense e Palmeiras atualizam mascotes para novas realidades
3Adidas desiste de renovar, e NBA terá novo fornecedor a partir de 2017
4Por torcedores, Santos inaugura sub-sede em São Paulo
5CSM Brasil inaugura camarote de luxo no Allianz Parque
6Apostador ganha R$ 385 mil de forma antecipada por apostar em título do Leicester
7Bilionário Soros compra 1,9% do Manchester United
8Contra pirataria, Nike faz acordo com Amazon
9Adidas customizará tênis com fotos de Instagram a partir de agosto
10Nike confirma acordo com a NBA e substituirá Adidas em 2017