Frame da publicidade de Ben Johnson para Sportsbet

Uma publicidade com o ex-velocista Ben Johnson para o site de apostas Sportsbet causou polêmica na Austrália. No vídeo, de 90 segundos, a empresa pretensamente exaltaria o doping.

A publicidade mostra Johnson em seu escritório, cercado por troféus. Em uma legenda, o vídeo informa que o atleta foi “campeão olímpico nos Jogos de Seul 1988”... Por “48 horas”.

Na verdade, o velocista foi protagonista da maior polêmica de doping da história da Olimpíada. Após sua vitória épica nos 100 m sobre o norte-americano Carl Lewis, o corredor teve o antidoping positivo divulgado para ao esteroide anabólico estanozolol.

Alheia à sujeira do esporte, a empresa dá a mensagem: “Quando se trata de  melhorar o desempenho, Ben sabe do que está falando. É por isso que ele apoia o novo aplicativo da Sportsbet para Android.”

Entre as imagens que aparecem no comercial, há também um ciclista vestido com roupas que lembram Lance Armstrong, o pivô de outro escândalo de doping nos últimos anos. O norte-americano teve cassadas suas sete vitórias na Volta da França.

As reações à publicidade foram imediatas. Greg Hunt, ministro do Esporte da Austrália criticou a iniciativa. “É um insulto aos atletas limpos e, francamente, acho que deviam suspender essa publicidade”, afirmou.

Já a Asada (Autoridade Esportiva Australiana Antidoping) apresentou queixa formal contra o anúncio e divulgou uma nota oficial condenando-o.

A Agência Australiana de Luta Antidopagem (ASADA) já apresentou uma queixa contra a Sportsbet. “A Asada não tolera a mensagem enviada neste anúncio. A publicidade escancara o uso de drogas que melhoram o desempenho no esporte e envia a mensagem completamente errada de que seu uso é normal. Essa campanha publicitária menospreza as conquistas de atletas limpos e denigre aqueles que trabalham para proteger o esporte limpo em todo o mundo”, afirmou a agência.

 


Notícia Ben Johnson Sportsbet Publicidade Polêmica

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Flamengo e NBS refutam indicação do Conar
2Em parceria com Guarulhos, Corinthians anuncia time masculino de vôlei
3Conar suspende campanha de sócios do Flamengo
4Athletic Bilbao troca Nike por New Balance
5Globo celebra números recordes do Cartola FC
6Com Djokovic, Lacoste volta a ter presença no tênis
7Análise: Ainda é preciso abrir a caixa preta do futebol
8Polícia prende dirigente na Espanha e investigação ameaça Ricardo Teixeira
9COI admite conceder sedes de 2024 e 2028 a Paris e Los Angeles
10Pepsi anuncia show do Black Eyed Peas na Liga dos Campeões