O title sponsor de um torneio pode ser uma estratégia interessante para as empresas. Não se enfrenta o desgaste de patrocinar um clube em detrimento de outros e, com pagamento único, ganha-se visibilidade em todas as arenas.

O title sponsor mais bem-sucedido foi o da Barclays, que por 15 anos deu nome à Premier League. O contrato foi encerrado em 2016, mas o banco permanece como patrocinador da competição.

Com esse ativo, a Barclays se beneficiou da internacionalização da liga inglesa e ganhou reputação até em mercados onde não atua. O torneio é hoje transmitido para 212 países ou territórios, com potencial de audiência na TV de 4,7 bilhões de pessoas.

Essa é a estratégia agora da Ligue 1 para arrecadar mais. O Campeonato Francês está órfão desde a saída da Orange, em 2012. Para atrair um interessado, a agência de Dentsu, que fracassou nos últimos anos, foi substituída pela Havas SE.

Por que, então, as duas principais ligas nacionais do mundo, a inglesa e a alemã, desistiram desse ativo? Para este ano, a Premier League não pôs essa propriedade à venda. Já a Bundesliga historicamente despreza o title sponsor.

Ambas perceberam que arrecadam mais se fatiarem o patrocínio entre diversas marcas. É notório: as companhias têm receio de por dinheiro em um torneio com title sponsor. Se a questão da visibilidade beneficiou a Barclays, pode ter afastado, nesse período, muitos outros parceiros. 


Notícia Title Sponsor Premier League Bundesliga LIgue 1

Número do dia

R$ 151 mi

Faturou o Palmeiras nos quatro primeiros meses deste ano; valor é R$ 39,5 milhões maior em relação a 2016.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Palmeiras gera nova alta na audiência da Globo
2Grêmio fecha com rede de lojas parceira da Apple
3Nike apresenta uniformes para nova temporada da NBA
4Juventus oficializa patrocínio na barra da camisa
5Flamengo faz série de ações para sócios em nova arena
6Fluminense inaugura 3ª loja oficial em Nova Iguaçu
7Com público e mídia, Brasileirão feminino ganha força
8Magnus amplia investimentos no esporte e aposta em jovens do Santos
9Análise: O que falta para o futebol feminino deslanchar?
10Harlem Globetrotters farão turnê no Brasil