Cada vez mais o smartphone ameaça a TV. O marco que noticiamos hoje na Máquina do Esporte foi o acordo entre DAZN e Sky para a transmissão da Liga dos Campeões na Alemanha e Áustria. A DAZN é considerada a “Netflix do esporte”.

Embora a geração mais velha esteja acostumada a ver o esporte pela TV, as maravilhas do HD já não seduzem os millennials. Inicialmente, os jovens passaram a consumir as competições com o uso da tela dupla. Enquanto assistiam às transmissões na telona, buscavam informações e interagiam na telinha.

A ascensão das redes sociais e a revolução do streaming rapidamente alteram essa realidade. Hoje, os principais canais esportivos do país (SporTV, ESPN, Fox Sports e Esporte Interativo) oferecem suas atrações em vídeos sob demanda.

Um dos cases de sucesso foi o filme de “O.J. Simpson: Made in America”, ganhador do Oscar de melhor documentário. Com duração de quase 8 horas, a produção foi mais vista pelo aplicativo WatchESPN do que pelos canais convencionais da emissora.

Uma nova era se desenha com a ascensão do streaming. As redes sociais foram as primeiras a perceber esse mercado, com acordos com as grandes ligas dos EUA. Empresas do mundo online, como Google e Amazon, buscam morder um quinhão nesse mercado.

Clubes e federações perceberam que podem ser produtores e emissores, eliminando a intermediação da TV. A CBF, nos últimos dias, fez sua primeira experiência na área.

Onde iremos chegar? Talvez para a individualização absoluta da programação, na qual o usuário poderá adquirir a competição que lhe interessa após alguns cliques. É preciso estar preparado para essa revolução. 


Notícia Streaming Mercado Redes Sociais Direitos de TV

Número do dia

8,5 milhões

de euros cobra o Barcelona de Neymar, pelo valor de luvas dado ao jogador para a renovação com o time, em 2016.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Juventus fecha parceria com Segafredo por três anos
2Análise: Uruguai não deveria sediar a Copa do Mundo
3Amstel cria promoção para levar fãs à final da Libertadores
4Globo terá exclusividade de transmissão da Euro 2020 em todas as plataformas
5Esporte se levanta contra repercussão de Sportflix
6Ponte Preta terá patrocínio no número da camisa
7Fluminense recria plano "Tricolor de Coração" para sócios-torcedores
8Usain Bolt abrirá rede de restaurantes jamaicanos no Reino Unido
9Botafogo mantém patrocínio pontual com Óticas Diniz para enfrentar Flamengo
10Corinthians exalta liderança em estudo com redes sociais do esporte mundial