Kasper Rorsted busca millennials com enfoque no digital

A Adidas anunciou que, a partir de agora, as três listras estarão cada vez mais raras nos intervalos comerciais das emissoras de TV. A ideia da marca de material esportivo é centrar 100% de suas atenções nos meios digitais como forma de falar com os millennials.

“Está claro que o consumidor mais jovem interage conosco através das novas plataformas e dos dispositivos móveis. Não tem muito sentido tentar atrair a sua atenção através de meios como a televisão. Nossa estratégia para o digital vai nos levar a que, pouco a pouco, seja cada vez mais difícil ver um anúncio da Adidas na TV”, comentou Kasper Rorsted, CEO da Adidas, em entrevista à NBC.

O executivo, que assumiu o cargo no ano passado, ficou conhecido no mundo dos negócios por ter impulsionado significativamente as vendas da Henkel, empresa alemã de produtos químicos e bens de consumo, através dos canais digitais. Na Adidas, ele quer seguir caminho semelhante.

Flávia Saraiva, em campanha da Adidas no Instagram

Rorsted já deixou claro que a opção pelo digital será a estratégia utilizada pela fabricante de material esportivo para o objetivo de quadruplicar o faturamento anual com comércio eletrônico. Atualmente, a empresa movimenta € 1 bilhão (R$ 3,36 bilhões) nesse setor. A ideia é que, até 2020, a empresa arrecade € 4 bilhões (R$ 13,44 bilhões) com suas lojas online.

Para Rorsted, esse objetivo só poderá ser atingido se a empresa mudar o foco de suas campanhas para o digital. “O engajamento digital é a chave para nós. Você não verá mais nenhum anúncio na televisão”, comentou o executivo.

“Todo nosso compromisso com o consumidor é através da mídia digital. Acreditamos que nos próximos três anos poderemos aumentar significativamente nosso negócio online e criar um envolvimento muito mais direto com os consumidores”, acrescentou Rorsted.

A ciclista Mariana Pajón, na campanha da Adidas

Entre as estratégias que estão sendo desenvolvidas para isso está o uso de seus principais embaixadores bem como de destaques das redes sociais. Recentemente, a marca anunciou que um grupo de 25 influenciadoras irão ajudar a melhorar as vendas da empresa no mercado feminino.

Entre os nomes contratados está a ex-tenista Ana Ivanovic, mas também nomes não ligados ao esporte de alto rendimento, como a modelo e DJ Hannah Bronfman, a blogueira fitness Robin Arzon e a personal trainer e modelo Zanna van Dijk.

Segundo Eric Liedtke, vice-presidente de marketing da Adidas, a empresa quer atingir um novo público consumidor que “não segue o Real Madrid, não segue o James Harden [jogador da NBA], segue seu próprio grupo de influenciadoras. E ele está basicamente no Instagram, no YouTube e em outras mídias sociais”.

Recentemente, a empresa lançou nas redes sociais a campanha “Criatividade”, que conta a história de 15 atletas, entre as quais a ginasta brasileira Flávia Saraiva.


Notícia Adidas Millennials Digital Redes Sociais Influenciadores Material Esportivo

Número do dia

R$ 151 mi

Faturou o Palmeiras nos quatro primeiros meses deste ano; valor é R$ 39,5 milhões maior em relação a 2016.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Poty expande contrato e coloca água no São Paulo
2Cinemark exibe Copa do Brasil nos cinemas
3Europeus abrem uniformes e ganham novas marcas
4Após ação com torcedores, Adidas lança 3º uniforme de clubes
5Nike apresenta uniformes para nova temporada da NBA
6Internacional faz enquete para nomear sócio-torcedor popular
7Palmeiras gera nova alta na audiência da Globo
8Em novo clássico nacional, Globo mantém alta no Ibope
9Grêmio fecha com rede de lojas parceira da Apple
10Juventus oficializa patrocínio na barra da camisa